A saudade

Desde o primeiro momento que eu o vi, entrar por aquela porta de vidro cheio de marquinhas de dedos gordurosos, senti um pulsar diferente. algo que causou um turbilhão de sensações e me deixou aturdida, aqueles olhos cor de “vou fuder com sua vida”, ele é assim.. lábios desenhados, olhos esverdeados, cor de mundo, e ora azul céu…. Um sorrisso; o que é aquele sorisso? meu deus! Ele carrega o mundo no sorriso, as vezes chego até a me questionar, como podes aguentar tal fardo em tanta beleza que emana? Continuar lendo

O superveniente

 Um bipe ecoa pelo celular, mostrando uma nova notificação.. Ela pega o celular criando teorias mil, a cabeça cheio de problemas universitários e adulto-juvenis. Talvez seja um parente antigo e distante que veio a falecer de morte morrida, quem sabe? Quanto negativismo! Uma corrente de whatsapp? talvez..? Não, dessa vez o bipe é diferente.. Droga. Continuar lendo

A petulante Rotina

  Próximo das 15 horas, sempre permeando esse horário, é o momento sagrado do banco, efetuar pagamentos, alguns boletos, notas abarrotadas e sujas… Com a  face de cansaço universitário, ela desce a avenida principal, sempre dando de cara com um senhorzinho condescente e cadeirante, que vive à mercê de esmolas, este traja uma roupa normalmente suja, combinando tragicamente com um boné azul sulista. Na eloquência de atravessar a rua antes do semáforo fechar, o homem chama a atenção, e clama por ser notado pela moça que sempre anda aturdida com a sua celebre e mesquinha solidão. Continuar lendo

A aurora da Minha Vida…

Quando menor, eu queria ser arqueóloga. Sempre gostei da ideia de descobrir coisas antigas que já tiveram sido importantes algum dia para alguém. Saía cavando o quintal de casa na esperança de encontrar estruturas ósseas e grandes fósseis, mas o máximo que conseguia era um montão de minhoca e terra embaixo das unhas cortadas ao estilo toco, e quando tinha sorte encontrava uns brinquedos antigos que eu tinha abandonado na infância. Foram bons tempos aqueles.. até colocarem piso no quintal, e minha alegria ir por “cimento abaixo”..  Continuar lendo

Relativismo Temporal

Tempo.. está aí um negócio bem relativo, pense bem… O que é o tempo? Ela olha no espelho e ignora que o tempo é uma criança criada no subúrbio da espavita vida da cidade grande, cercada de falsas verdades, dinheiro sujo, corrupção.. puxa, quanta coisa ruim pra se abordar em um único paragrafo. Cansei. Cansei de tudo aquilo que nos cerca, se é que isso seja ao menos relevante, cá entre nós, não é! Continuar lendo

Dicas sustentáveis para aproveitar sobras de Alimentos

Alô humano do outro lado da tela, como vai?? Bem, eu espero.. No post de hoje vou voltar um cadinho pra parte sustentável de se levar a vida. Se, assim como eu, você; caro leitor(a), já se deparou com um monte de sobras de alimentos na geladeira, ou após as refeições, viu no seu prato um montão de comida que poderia ter um outro destino.. Senta aí que isso aqui foi feito pra você! Continuar lendo

A mania de rascunhar a vida

Olhando atentamente pra minha vida até hoje, finalmente eu pude chegar a uma conclusão.. meio simbológica, bem rasa mesmo, só a nível de auto-afirmação e observação mundana… Tenho mania de rascunhar! Isso mesmo! Esquisito né?! Que coisa mais doida Carine, Rascunhar? como assim??

Bom, é isso mesmo! Bem confuso.. tanto que até dá pra montar uma teoria caótica que envolva muitos rascunhos e uma mesa cheia de papéis e anotações, daqueles que ninguém faz a minima ideia de como surgiram ali do nada. Continuar lendo

5 filmes e séries que vão bugar sua cabeça loucamente!

Olá humano! Como vais? Bem, eu espero, porque do lado de cá, sentada em uma cadeira a alma que vos escreve já não aguentava mais esperar por esse post fantástico! Filmes e séries bugantes..que vão revirar sua cabeçinha em uma dança totalmente irresistible e te deixar com o queixo lá no chão! Isso mesmo… Ao melhor estilo Carinês de se levar a vida.. Nha, chega de enrolação, pega logo sua almofada, um balde de pipoca e… bora bugar a mente??

Continuar lendo